10/02/09

Fruto da deliberação

O que pensamos ser o fruto intenso e bruto de nossa extensa e demorada deliberação pode vir a revelar-se o nosso maior erro, pode tornar-se o tendão de Aquiles da nossa vida, é certo que como já afirmei várias vezes, a vida é um conjunto de escolhas e de decisões, sejam as mesmas boas ou más, prejudicando outros ou beneficiando nossas almas. Decidi então contar-vos a seguinte lenda.
Certo homem possuía uma filha, uma bela filha de jovem e tenra idade. Ele sempre desgostará a relação amorosa entre sua filha e o namorado da mesma, por isso tentava sempre dificultar-lhes a vida. Certo dia numa noite de inverno, um grupo de ladrões tomaram sua aldeia tentando afincadamente matar toda a população e saquear suas riquezas. E o velho homem negociou a entrega da aldeia, com uma condição, que ele e sua filha conseguissem fugir em liberdade para terras longínquas. Traiu os seus supostos amigos mas quando chegou a altura do negócio que tinha feito se torna-se pratica, ele e sua filha foram capturados e o resto da população por um raro milagre conseguiram escapar as garras dos malfeitores. Para demonstrar a sua raiva os ladrões usaram um certo liquido para cegar o velho e largaram a rapariga no meio do nada, entregue a sua própria fé. O velho acabou por ser encontrado por um antigo habitante da aldeia que sabia do que se tinha passado. Estava num estado deplorável, magro mas arrogante como sempre. O antigo habitante levou-o a uma cidade que para o velho era desconhecida, e disse lhe o seguinte:
- Às vezes para sobrevivermos temos que tomar determinadas opções, e tu ó velho, se continuares por o caminho que decidiste seguir, vais morrer, e ainda por cima estarás condenado a não mais voltar a ver a tua filha, a menos que o teu verdadeiro nome mude. Não é difícil mudarmos, e deixarmos de ser uma coisa e no futuro ser o oposto. O que é preciso é arrependimento, vontade de mudar. Está tudo nas tuas mãos. Entre o amar e o sofrer vai um pequeno passo. Mas entre viver e saber que não escolhemos ou ponderamos as nossas decisões e atravessar o vazio, sabendo que poderíamos ter mudado de caminho, para perceber isso pode ser preciso uma vida inteira, por isso acho que nunca é tarde.
O antigo habitante conhecia uma cura para a sua cegueira, mas não lhe contou, pois este podia fingir ser outra pessoa a fim de alcançar a cura. Mas avisou um dos moradores, que o ia alimentar ao longo dos tempos, que se ele muda-se de atitude e se realmente se arrepende-se do que tinha feito, que lhe podiam administrar a cura. Ninguém tem certezas do destino do velho. Será que realmente ele se arrependeu? Será que morreu na ignorância de que havia uma cura? Ou será que ele nunca quis saber, que se deixou morrer? Eu quero acreditar que ele mudou, e que se transformou num homem novo, esperemos que sim. Mas como ele,o nosso futuro cabe a nos traça-lo.

15 comentários:


  1. Agora quem está inspirada para mudar sou eu *_*
    Eu adoro histórias, mas com 17 anos todos me dizem que já tenho idade para crescer e deixar-me de tretas --'
    Conta mais Zé *_* pleasseeeee :b

    Beijocas ^^

    ResponderEliminar
  2. Adoçante?! Que adoçante Zé? Isso já não se usa.
    Eu sou o pacote todo de açúcar, dos de 1kg tipo pingo doce XD
    E pronto, então eu explico. Eu logo ao início não sou muito tarada para dar às pessoas tempo para se habituarem ao meu constante estado de alegria=excitação, mas dps começo a tornar-me provocadora (a) por isso.. cautela comigo! XD

    Martina ----> convencida --' :b

    ResponderEliminar
  3. lol então quanto te ocorrerem mais, conta aqui à malta x')

    ResponderEliminar
  4. Se queres que eu seja uma embalagem de piri-piri a um pacote de açúcar pingo doce, quem sou eu para decidir? xD
    Mas picante?! Naaa, isso é piroso óh Zé. Arranja melhor X'D

    ResponderEliminar
  5. E depois a tarada sou eu? =O
    És um provocador também, sim sim :b
    Eu adoro provocadores, mas acho que não vais chegar ao meu nível de provocações (a) ahah

    Ps.Gostei da descrição da embalagem. Sempre conseguiste arranjar melhor :b

    ResponderEliminar
  6. Seu convencido, Zé. Chegas sempre ao que queres de formas 'ilegais' (a) :b

    Também te quero descrever, mas não consigo arranjar palavras. =/ (vou continuar a pensar numa coisa. de preferência porno (a))

    Ps. Vês o 'Rancho das coelhinhas?' xD ---> já comecei a fazer perguntas íntimas.

    ResponderEliminar
  7. Acho que és um ferrero rocher mas o que vale é que te temos o ano todo =D (agora o que se pode fazer com um chocolate e que seja porno, já vai da tua imaginação (a)) ahah

    Aii eu sei bem que consegues. Provas?! Eu não preciso disso. Tenho um dedo que adivinha. Mas vê lá, se eu arranjo provas estás feito ao bife comigo :b

    (Até já ameaço. Uii que medo XD )

    ResponderEliminar
  8. Eu também tenho. E sim sou uma santinha (a), eu só tomei banho numa fonte pública (pqe era verão e eu estava com calor), e também só parti o carro da minha mãe (por meros ataques de fúria XD), mas ninguém fez queixa de mim (a) ahah

    Ah então é Belchior? Já persegui o teu hi5 *_* ahahah

    ResponderEliminar
  9. Ai pois estás! É que eu tenho mesmo por hábito pesquisar as pessoas pelo hi5 e ir à casa delas viola-las de noite! XD
    ahahah

    Espera por mim *_* ahah XD

    ResponderEliminar
  10. ahahha pensei que já não havia disso Belchior XD ahah
    Agora quem vai domir sou eu :)
    Beijos. Até amanhã ^^

    ResponderEliminar
  11. gostei tanto, e a última frase diz tudo :) *

    ResponderEliminar

  12. Ui quem é que sou?! =O

    Olá ferrero roche! :D

    ResponderEliminar

Obrigado pela opinião. : p